True

Utilize técnicas em comunicação para dinamizar a liturgia
Toda a comunidade deve conhecer melhor e saber utilizar os meios que utilizamos para celebrar a liturgia
9 setembro, 2021 por
Utilize técnicas em comunicação para dinamizar a liturgia
Micheli Ferreira
Nenhum Comentário Ainda

Sobre o lugar da Palavra na vida da Igreja e na liturgia há muito que se aprender ainda. Algumas orientações podem ajudar a descobrir ou a re-descobrir sua importância vital na vida da Igreja e na Liturgia. No documento “Verbum Domini” encontramos o que no momento a Igreja espera de todas as comunidades e seus membros para que a Palavra ocupe o lugar que lhe compete na vida do povo de Deus e como deve ser acolhida, celebrada e vivida. Particular destaque para o capítulo Liturgia, lugar privilegiado da Palavra de Deus. Esse texto merece especial atenção, estudo, vivência.

4 Dimensões para celebrar a palavra na liturgia 

  1. Proclamar a Palavra, aprender a viver bem essa missão, assim como toda a ação litúrgica é preciso formação e muito mais, educação litúrgica. Educar as pessoas, os “agentes” litúrgicos, a comunidade, as equipes. Isso é uma prioridade. Estudos, encontros, reuniões, cursos, vivência, silêncio e escuta, centros de formação, contatos, iniciativas diversas são meios que poderão contribuir para aprofundar a bela e necessária arte de celebrar, proclamar e viver melhor a Liturgia.

  2. Toda a comunidade deve conhecer melhor e saber utilizar os meios que utilizamos para celebrar a liturgia: o papel e o sentido do missal, do lecionário, do ambão, do altar, da sedia, bem como dos objetos litúrgicos. Saber usá-los como convém é fundamental para criar uma espiritualidade litúrgica bem como ser um meio de educação da comunidade. Fundamental também é saber onde como se posicionar, os gestos e atitudes e realizar e como usar corretamente os meios como, por exemplo, o microfone. Muitas vezes damos por suposto aquilo que não entendemos e não fazemos bem. Em geral, em Liturgia todos têm a facilidade de achar que entende bem o que fazem. E isso nem sempre é verdade. Ou corremos o risco de falar mal essa “língua” sem nos darmos conta de erros elementares que prejudicam a sua expressão.

  3. O papel da tecnologia na celebração litúrgica é outro desafio. Saber entender e usar esses meios sem que eles sejam o ponto de atração e desviem do essencial, ou apenas introduzam certo modo de entender a praticidade ou facilitar certos mecanismos não é suficiente e nem preenche o sentido da liturgia. É preciso muito cuidado, conhecimento de liturgia e da linguagem da comunicação para fazer uso competente deles. O mesmo se pode dizer dos folhetos litúrgicos e outras publicações do gênero. Há no uso deles utilidades e dificuldades.

  4. Em relação a todas as atividades humanas e também na arte de evangelizar, catequizar, celebrar é preciso passar da incompetência inconsciente que afeta em geral a todos em muitas áreas de seu comportamento, para a competência consciente. Passar do não saber que não sabe ao saber que não sabe para assim chegar ao saber que sabe. Saber não como mero conhecimento ou atividade funcional, mas como vivência, no caso da liturgia, do mistério celebrado.


Orientações para o estudo sobre a palavra na liturgia 

O uso do corpo na liturgia.  Nós somos um corpo. Aprender a desenvolver a consciência do corpo.  Comunicamos-nos com o corpo. Celebrar é também é atuar com o corpo. Uma dificuldade: a inibição que tem características psicológicas e físicas. Atenção ao rosto, busto e membros. Atenção ainda às expressões globais do corpo.

A voz. A importância da voz. Qualidades e cuidados. Atenção: califasia, dicção, articulação, impostação, respiração, pronúncia, inflexão, tom, ritmo, expressão, interpretação. Espontaneidade. Gestos. Olhar. Brandura. Sinceridade. Direta e claramente. Conhecimento e entendimento do texto. Disciplina. Voz e coração. Silêncio e pausas. Competência. Exercitar. Treinar, ensaiar. Usar a imaginação: falar para ser ouvido, entender a linguagem, tornar visível e sensível a mensagem.

Proclamação da palavra

  • Arte e ciência. A importância da Palavra. O livro. O lugar (ambão). 

  • O ministro: ator litúrgico. 

  • Anúncio da Palavra: comunicação verbal e não verbal. Ruídos. A Palavra e palavras. Não somente o que ler, mas como ler. O ministério da Palavra. 

  • Estilos literários. Cada estilo, uma linguagem tem um objetivo. Linguagem pode ser: Descritiva; Narrativa; Dissertativa; Evocativa; Poética; Racional; Exortativa.

  • Formas de Ler em público: Proclamar. Aclamar. Evocar. Informar. Convidar. Comentar. Saudar. Salmodiar. Simplesmente ler. Postura. Conduta. Gesto. Expressão corporal. Olhar. Respiração. Linguagem visual.

Leitura em público 

  • Respiração: controle, relaxamento, técnicas;

  • Velocidade: seja adequada ao público, ao texto, favoreça a clareza ;

  • Dicção: articulação adequada das palavras e sons; 

  • Volume de voz: adequado ao ambiente, ao público, à distância. Não gritar;

  • Timbre: tom e formas agradáveis;

  • Enfatizar palavras ou frases: dar ênfase - silabação; destaque; gesto realçador; variação de volume; entonação realçadora;

  • Entonação: relação entre o conteúdo semântico (significado) das palavras ou frases e a forma de expressá-las. 

  • Entonar: glorificação, admiração, surpresa, súplica, interrogação, pedido, lamento, comando, pensamento interrompido...

  • Cacoetes: vícios de linguagem ou postura ou fisionomia. Reconhecer quais são e reeducar-se.

  • O uso do microfone: altura, distância, qualidade, tipos de microfones.

Finalmente, é preciso ainda considerar esses elementos fundamentais para uma boa comunicação:

  • Quem – a pessoa do comunicador;

  • O que – a mensagem, o assunto;

  • Como – o jeito, o método, a linguagem;

  • Para que  – o sentido, o motivo, a razão;

  • Para quem - público;

  • Onde – o lugar, espaço.

Esses elementos devem ser considerados com atenção em toda forma de comunicação, sobretudo litúrgica.

Pe. José Alem, CMF é Especialista em Comunicação e Logoterapia. Ministra cursos, oficinas, retiros e assessoria em comunicação.

Utilize técnicas em comunicação para dinamizar a liturgia
Micheli Ferreira
9 setembro, 2021
Compartilhar
Arquivo
Entrar deixar um comentário

Whatsapp Paróquias

Olá, bem-vindo(a) a Revista Paróquias! Escolha um dos nossos atendentes. Mensagens fora do horário marcado serão respondidas quando retornar.