True

Por que rezar?
25 junho, 2021 por
Por que rezar?
Micheli Ferreira
Nenhum Comentário Ainda

Deus enviou seu filho chamado Emanuel, “Deus conosco” (Mt 1, 23), para que seja presença em nossa vida “todos os dias, até o fim do mundo!” (Mt 20, 20). Acompanhados de Deus, as mazelas humanas não irão nos abalar, porque a alegria do cristão não vem das coisas mundanas, mas é fruto da paz de Jesus Cristo, que não se perturba nem tem medo (Jo 14, 27). Por outro lado, se nos afastarmos da vida cristã, se nos deixarmos ocupar o coração por preocupações e medos, não haverá espaço para a fé e perderemos a paz. Daí surge a importância da oração: “a oração é o respiro da fé, é a sua expressão mais adequada”, disse o Papa Francisco em Audiência Geral (06.05.2020).

Se deixarmos de lado a oração, viveremos das reservas de fé, até que se esgote e nos deixe na miséria. Por isso o Cristo nos pediu para vigiar e rezar de forma a não cairmos na tentação, porque o espírito está disposto, mas a natureza humana é fraca (Mt 26, 41). A oração é uma forma de lembrança constante de que Deus está conosco. É preciso recolher-se, para encontrar a paz, praticando a oração silenciosa que alimenta nossa fé. Também é benéfico que a oração seja feita em voz alta, para que alcance nossos próprios ouvidos e não nos deixe fraquejar. Conscientes de uma condição humana que é imperfeita, ao ouvir a nossa própria voz, que clama a Deus chamando-O de Pai (Rm 8, 14-15), alcançamos o conforto para o coração atribulado.

Bartimeu, o cego que pedia esmolas, precisou gritar até que Jesus pudesse lhe ouvir. Não porque o Messias estava longe, mas porque o mundo repreendia aquele que orava (Mc 10, 46-52). Os gritos cada vez mais altos de Bartimeu não são mais necessários hoje em dia, de forma literal. Mas ainda é preciso levantar a voz do coração além das distrações do mundo. Bartimeu gritou mais alto do que aqueles que lhe repreendiam. Nós devemos gritar mais alto do que a voz daqueles que nos tiram a paz, voz que ecoa dentro nós como uma crítica injusta, uma acusação falsa, uma piada de mau gosto, e tudo o mais que nos faz deixar a presença de Deus.

É preciso rezar e pedir, além das frustações que carregamos em nossos corações e mais alto do que as vozes que nos perturbam. E na oração, peçamos que o Espírito Santo renove a nossa fé na divina providência. Afinal, “se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celeste dará coisas boas aos que lhe pedirem!” (Mt 7, 11). Que a oração seja nosso refúgio de fé. Que assim seja!

Por Luís Gustavo Conde

 

Por que rezar?
Micheli Ferreira
25 junho, 2021
Compartilhar
Arquivo
Entrar deixar um comentário