True

Ideias de dinâmicas para encontros de catequese
Por que usar boas dinâmicas para encontros de catequese?
1 junho, 2021 por
Ideias de dinâmicas para encontros de catequese
Micheli Ferreira
Nenhum Comentário Ainda

O conceito de dinâmica, muito comum entre as pessoas, é de uma ação ou atividade que faça mover, que “anime”. Há pessoas que preparam seus encontros, cursos e reuniões Com vários momentos que incluem afazeres “dinâmicos”. Se refletirmos um pouco mais, vamos perceber que, por trás desses conceitos, está a ideia de que as dinâmicas para catequese é algo à parte, inserido para movimentar outra coisa.

Pois bem: a palavra dinâmica realmente significa “movimento”, algo que faz “explodir” para mover (dínamo, dinamite…).

Embora a pedagogia seja grande aliada da Catequese, ela sozinha não garante um processo de educação da fé. Por isso, o documento Catequese Renovada ajuda a compreender o método catequético a partir da ação de Deus Trino e da própria Igreja:

  1. O modo de proceder de Deus Pai na história (cf. Salmo 103,3-6) que se revela de diversos modos e comunica-se através dos acontecimentos da vida do povo (PARTE DA REALIDADE das pessoas);

  2. O modo de proceder de Jesus , o Filho que acolhe, anuncia, convida, envia, chama a atenção às necessidades e para a reflexão sobre a mudança, tem linguagem simples e firmeza diante das tentações;

  3. A ação do Espírito Santo, “Mestre interior”, que impulsiona para o conhecimento intelectual e a experiência amorosa, para uma experiência existencial (pessoal e comunitária de Deus) fundamentada no amor;

  4. O modo de proceder da Igreja, como Mãe e educadora da fé.

Na caminhada da Igreja, principalmente na América Latina, a Catequese vai se identificar com o método pastoral. “Ver-iluminar-agir”, ao qual vai incluir “celebrar-avaliar”.

E vai afirmar o método como passos que não são estanques, mas um processo dinâmico.

O método catequético

Por mais “divertidas”, alegres e entusiasmadas que sejam as técnicas, deve-se ter o cuidado para que elas sejam, de fato, coerentes com o tema e com os valores do Evangelho.

A técnica não é um acessório, mas é parte integrante do processo catequético.

Por isso também deve ser adequada ao interesse e às capacidades dos (as) catequizandos (as), e ser significativa, próxima ao seu mundo, às suas preocupações, à sua vida (tem que fazer sentido!).

Para a tarefa educativa, o (a) catequista pode contar com técnicas didáticas, lúdicas, operativas e celebrativas.

No entanto, pode-se dizer que o problema das técnicas ou dinâmicas, ou ainda atividades, não consiste tanto em ter mais ou menos imaginação e criatividade, mas numa coerência, que se expressa na seleção e organização que corresponda com os objetivos da Catequese.

Com discernimento e a experiência vivida e partilhada entre os (as) catequistas, vai-se aprendendo novas técnicas, novas dinâmicas, ou a dar novo sentido a técnicas já utilizadas, renovando-as, integrando-as, complementando-as.

É possível, inclusive, classificar as dinâmicas segundo as funções que elas podem ajudar a desenvolver:

  • dinâmicas de apresentação, acolhida e integração do grupo;

  • atividades dinâmicas de estudo;

  • dinâmicas de planejamento e de avaliação;

  • atividades dinâmicas para a celebração, entre outras.

Como organizar as dinâmicas para catequese

Tendo como “caminho” de educação da fé o método “Ver – Iluminar – Agir – Celebrar – Avaliar”, o (a) catequista deve buscar as técnicas necessárias para cada momento, dando “vida” ao método. É importante, também, sempre observar a liturgia diária do Calendário Litúrgico do ano.

Em outras palavras, a organização do encontro catequético pode e deve contar com dinâmicas que propiciem:

  1. Acolhida: quando as pessoas interagem, colocando-se em diálogo; criando laços.

  2. Ver a realidade: deixar as pessoas falarem do que sabem sobre o tema proposto. Além disso, levantar questões e problematizar as visões que se tem.

  3. Iluminar-se pela Palavra: ouvir e refletir a Palavra de Deus e os documentos da Igreja. Com o intuito de criar um maior conhecimento, a partir dos valores do Reino, sobre o fato, o tema debatido.

  4. Rezar a vida e a fé: a Palavra de Deus nos convida à oração que pode ser espontânea, ou preparada, com símbolos e ritos que nos permitem fortalecer nossa espiritualidade.

  5. Propor-se à mudança: dinâmicas que ajudem a propor e a vivenciar compromissos. Por exemplo, durante os encontros, seja em outros momentos, mas que essa mudança ocupe nossas vidas e seja manifestação do desejo de viver os valores do Reino.

As dinâmicas e técnicas são algumas propostas. A grande proposta é o seguimento e o discipulado de Jesus. Este horizonte jamais poderá ser esquecido, porque é este o centro da Catequese. Tudo o mais é mutável, transferível, adaptável, reciclável.

 

Ideias de dinâmicas para encontros de catequese
Micheli Ferreira
1 junho, 2021
Compartilhar
Arquivo
Entrar deixar um comentário

Whatsapp Paróquias

Olá, bem-vindo(a) a Revista Paróquias! Escolha um dos nossos atendentes. Mensagens fora do horário marcado serão respondidas quando retornar.